quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Paraguai: gravações comprovam uso do Ministério do Interior para roubar

O golpista Federico Franco nomeou Carmelo Caballero
Carmelo Caballero usou e abusou do Ministério para ocultar provas que levariam à absolvição dos camponeses de Curuguaty
Leonardo Wexell Severo
Escandaloso tráfico de influências, acertos extrajudiciais e manipulação da Justiça em favor de interesses políticos e econômicos de grupos privados sintonizados com Horacio Cartes, presidente do Paraguai. Estes são alguns dos crimes praticados contra o interesse da nação guarani, comprovados por recentes gravações que ecoam a servidão e a completa falta de caráter do ex-ministro do Interior golpista, advogado Carmelo Caballero.

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

“35 anos sob o domínio do neoliberalismo reduziram os salários mexicanos em mais de 70%"

Denuncia Hector de la Cueva, diretor do Centro de Investigação Laboral e Assessoria Sindical (Cilas) do México

Leonardo Wexell Severo

“O México está há 35 anos sob o domínio da direita neoliberal, o que representou um retrocesso enorme para os trabalhadores, especialmente nos salários que perderam mais de 70% do seu poder aquisitivo. Mais da metade da População Economicamente Ativa (PEA) está na informalidade e os que não estão vivem de forma cada vez mais precária, sem seguridade social, contratação coletiva ou sindicatos que os representem. Há uma perda crescente de direitos, uma redução nas aposentadorias e pensões, uma deterioração nas condições de trabalho e de vida”, denunciou o mexicano Hector de la Cueva, diretor do Centro de Investigação Laboral e Assessoria Sindical (Cilas), em visita ao Brasil.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

A canção de Daniel Viglietti e a construção da Pátria de todos

Monica, Viglietti e Leonardo: liberdade para os camponeses de Curuguaty
Leonardo Wexell Severo


Era tarde da noite de segunda-feira, 30 de outubro, quando vi a postagem do meu irmão argentino Mariano Vázquez com a foto do cantautor uruguaio Daniel Viglietti empunhando comigo e minha companheira Monica a bandeira da liberdade para os camponeses paraguaios de Curuguaty. Vítima de uma complicação cirúrgica, Viglietti havia nos deixado.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

CUSG: "Submissão aos EUA aumenta perseguição e assassinato de lideranças sindicais"

Carlos Mancilla: solidariedade é fundamental
Para o secretário-geral da Confederação da Unidade Sindical da Guatemala (CUSG), Carlos Mancilla, impunidade multiplica os crimes

Leonardo Wexell Severo, no Hora do Povo

“Na Guatemala, governos submissos aos Estados Unidos impedem a liberdade sindical e a negociação coletiva, ao mesmo tempo em aumentam a perseguição, o cerco à organização e multiplicam o assassinato de lideranças que defendem os direitos dos trabalhadores”, afirmou Carlos Mancilla, secretário-geral da Confederação da Unidade Sindical da Guatemala (CUSG), em visita a São Paulo.
Conforme o dirigente, a impunidade serve de estímulo “para que as empresas continuem acabando com a vida de quem luta por melhores condições de vida e de trabalho”. “Denunciamos à Organização Internacional do Trabalho (OIT) que, entre 2007 e 2012, tivemos 58 sindicalistas assassinados. Passou o tempo, nenhum mandante ou assassino foi preso e, agora, já somam 88, deixando o terror ainda mais presente”, sublinhou.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Pelo 4º ano consecutivo, Bolívia é o país onde PIB mais cresce na América do Sul


Governo de Evo Morales avança devido a crescentes investimentos públicos, fortalecimento do mercado interno e fomento à produção nacional

Leonardo Wexell Severo

A Bolívia é o país cuja economia mais vai crescer em 2017, sendo o quarto ano consecutivo de liderança no desenvolvimento sustentado do Produto Interno Bruto (PIB) na América do Sul. Esta é a projeção uniforme de organismos tão distintos quanto o Banco Mundial (BM), que projeta avanço de 3,9%, a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), crescimento de 4% e o Fundo Monetário Internacional (FMI), de 4,2%.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Paraguai: Pai Oliva completa 89 anos e reitera a inocência dos camponeses de Curuguaty

"Vítimas são presos políticos", sublinha o líder religioso, referência dos movimentos sociais na luta por justiça no campo e na cidade

Leonardo Wexell Severo

O jesuíta e jornalista espanhol Francisco Oliva, conhecido no Paraguai como Pa’i Oliva - pela denominação dos sacerdotes em guarani - completou 89 anos, sábado (14), com uma enfática defesa da inocência dos camponeses de Curuguaty. Principal referência religiosa do país vizinho, Oliva sublinha que “as vítimas são presos políticos de um sistema que busca uma condenação exemplar para os que lutam”, mantendo uma estrutura em que 2,5% dos proprietários detêm 85% das terras.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Encontro de comunicadores anti-imperialistas reafirma o legado guevarista

Democratização da comunicação na ordem do dia
Evento reuniu mais de 100 meios alternativos de 14 países

Monica Fonseca Severo, de Vallegrande-Bolívia

O Encontro Latino-americano de Comunicadores Anti-imperialistas reuniu representantes de mais de 100 meios alternativos de 14 países em Vallegrande, na Bolívia, de 6 a 9 de outubro, como parte das comemorações dos 50 anos da presença de Ernesto Che Guevara no país.
Em meio a intensos debates, os participantes propuseram a criação de uma rede de comunicação solidária, como forma de fortalecer a luta contra a desinformação veiculada pelos meios hegemônicos de comunicação. Para concretizar a reivindicação, entregaram ao presidente Evo Morales a proposta de criação de uma escola de formação para os comunicadores comprometidos com a ação anticolonialista, solidária, aquela que defende a autodeterminação dos povos.